Entrevista Exclusivo

Entrevista com o FAKY

27/05/2021 2021-05-27 17:00:00 JaME Autor: Mirta Arizola, Nana, Christine Tradutor (IN-PT): Nana Tradutor (IN-JP): Sophie Tradutor (JP-IN): Ryan Wong

Entrevista com o FAKY

Nós conversamos com as integrantes do grupo feminino FAKY entre os lançamentos dos seus singles "The Light" e "99".


© avex. All rights reserved.

Recentemente, tivemos a oportunidade de fazer uma entrevista exclusiva com o FAKY, um grupo feminino japonês, que tem conquistado fãs pelo mundo com as suas músicas cativantes e letras empoderadas e atrevidas. Desde a sua estreia há oito anos, o FAKY tem se apresentado pelo mundo em diversos eventos e, no ano passado, estiveram pela primeira vez no palco principal da edição online do festival de música do grupo Avex, a-nation.

Descubra o que as meninas nos contaram sobre esta nova experiência, seus últimos lançamentos e como a pandemia afetou suas vidas!

No ano passado, vocês se apresentaram pela primeira vez no palco principal do festival de música a-nation. Como vocês se sentiram?

Lil’ Fang: Eu estava super emocionada, já que subir naquele palco era um dos objetivos que defini ao entrar para a avex. Eu nunca vou me esquecer do sentimento de união que todas nós do FAKY sentimos quando nos esforçamos para entregar a nossa música ali, especialmente aos fãs dos outros artistas.

Mikako: Estou muito grata pelo FAKY ter tido a chance de se apresentar todos os anos no a-nation, desde a nossa estreia, incluindo no primeiro a-nation online no ano passado. Contudo, quando penso no a-nation, imagino um estádio cheio no calor do verão, onde os fãs estão curtindo a nossa música, transbordando paixão e energia. Para ser honesta, eu não tinha certeza se seria a mesma experiência em um show online… mas logo percebi que mesmo online podíamos sentir a emoção e a energia dos nossos fãs. Antes que eu percebesse, meus medos sumiram. Fico muito feliz que conseguimos trazer o verão no a-nation!


A pandemia do coronavírus fez de 2020 um ano muito difícil para a indústria do entretenimento, e parece que a situação continuará assim em 2021. O que vocês gostariam de fazer quando as coisas voltarem ao normal (como artista e na vida pessoa)? Do que mais sentem falta nessa situação?

Taki: Quando as coisas voltarem ao normal, a primeira coisa que eu gostaria de fazer é viajar. Eu gostaria muito de voltar às Filipinas, mesmo que só por poucos dias. E, também, poder finalmente sair sem máscara. Para o grupo, eu gostaria que pudéssemos fazer shows com um público de verdade na nossa frente e não apenas câmeras.

Hina: Quero fazer um show no exterior. Em 2019, conseguimos visitar muitos países para nos apresentar, e foi uma experiência incrivelmente especial compartilhar a nossa música diretamente com os fãs. Espero muito que tenhamos a chance de ir ao exterior encontrar os nossos fãs em breve, principalmente porque eles sempre apoiaram o FAKY, mesmo de longe.


Vocês tentaram algo novo durante a quarentena ou aprenderam algo novo sobre vocês mesmas?

Akina: Durante a quarentena, eu passei a maior parte do tempo criando! Foi a primeira vez que eu fui forçada a mergulhar sozinha nos meus pensamentos, então escrevi muitas músicas e criei muitas obras de arte. Me esforcei para não me deixar levar por pensamentos negativos, então me cerquei com música, arte, livros, filmes e ligações para a minha família!

Taki: Na quarentena, é claro que passei o dia todo na cama assistindo Netflix. Mas chegou um ponto em que enjoei da Netflix, especialmente quando já tinha visto quase tudo. Então, comecei a trabalhar as minhas fraquezas, a principal delas era a língua japonesa. Também voltei a pintar e fiz contato com velhos amigos.


Vocês lançaram recentemente o MV The Light. A música parece ter um pouco da sensação dos anos 1980/1990. O que podem nos contar sobre ela?

Lil’ Fang: Do estilo das roupas até os detalhes intricados e pequenininhos do set, nós nos focamos em retratar a sensação daquela época. Sinto-me grata de sempre termos a chance de nos desafiar e tentar coisas novas.

Hina: A letra de The Light busca transmitir uma mensagem positiva – que está tudo bem ser vulnerável, mostrar as suas fraquezas e simplesmente ser você. Ainda mais agora que o mundo está enfrentando um momento tão difícil, esperamos espalhar positividade através dessa música. E, também, a atenção aos detalhes no cenário do MV, o estilo das roupas e a cinematografia contribuíram muito para essa sensação dos anos 1980/1990  e para a “vibe” pop.



2021 marca oito anos desde a sua estreia. Como vocês sentem que o FAKY evoluiu durante esses anos?

Lil’Fang: Nós ganhamos e aprendemos muito por meio de todas as experiências que tivemos. Não apenas em termos de música, mas sinto que cada uma de nós, com nossas personalidades diferentes, tornou-se melhor em expressar os nossos pensamentos e o que queremos transmitir.

Mikako: Lil e eu, como integrantes-fundadoras do FAKY, permanecemos e passamos por duas mudanças de formação; isso nos levou a experimentar três gerações do FAKY. Estamos sempre evoluindo, seja através do nosso visual ou da nossa música. Mas quanto às mensagens e aos pensamentos que queremos transmitir através da música do FAKY, não mudamos nesses oito anos. Enquanto o FAKY existir, gostaríamos de continuar a enviar a mensagem “O FAKY é incrível!”.


Se vocês pudessem dar ao seu eu do passado algum conselho sobre ser membro do FAKY, qual seria?

Akina: Eu me daria vários conselhos! (risos) A gente ouve isso de tantas pessoas, e é muito real... tenha confiança. Mesmo que você não tenha 100% de confiança em tudo o que vai fazer, escolha algo para se sobressair e exibir ao máximo! E uma vez que você provar a si mesmo que consegue ser bem-sucedido nisso, faça novamente com outras habilidades para continuar a se desenvolver! Quando comecei no FAKY, eu não sabia exatamente o que queria mostrar ou compartilhar ou como queria me apresentar, e isso pesou muito em mim. Eu tentei mostrar tudo ao mesmo tempo, colocando à prova o meu canto e a minha dança, a minha presença de palco, ter uma personalidade alegre e animada, ser bilíngue... Se eu tivesse focado em treinar uma área de cada vez, acho que eu não teria me sentido tão sobrecarregada e Perdida no começo.

Lil’ Fang: Eu gostaria de dizer a mim mesma que não é só importante confiar em si mesma e naqueles ao seu redor, mas se empenhar para se tornar alguém confiável.


Akina, parabéns pelo seu primeiro single de autoria própria, Gravity! O uso do cinza no vídeo e a maturidade da letra parece separar o seu trabalho solo das cores e da “vibe” usual do FAKY. O que este novo lançamento significa para você como artista? Como o seu primeiro single foi um cover, o processo de criação mudou agora?

Akina:
 Obrigada! Uma estreia solo era algo que eu sempre quis explorar, já que tenho muitas ideias diferentes do FAKY! Eu componho melodias e letras desde que era criança, e é muito bom finalmente gravar aquelas letras e, eventualmente, compartilhá-las com todos. A Akina que sou no FAKY também sou eu 100%, mas a Akina dos meus projetos solo é o meu eu autêntico, que não aparece tanto quanto eu gostaria. Eu tenho lados puros e vulneráveis que quero criar na música e ter o máximo possível de pessoas se identificando! Apesar de ter uma paixão por criar música, também acho que seja necessário dar crédito à inspiração que é devida, é por isso que o meu single de estreia foi um cover. Eu amo Touch da Shura e quero me desafiar a ver o quão diferente posso fazer esta música, sem perder a essência da simplicidade e do coração partido que a original tem.



Mikako, o que a inspirou para o estilo do MV? Como você se sentiu no papel de estilista?

Mikako: Como eu me senti dando uma de estilista de todos? Bem, eu estou sempre buscando novas ideias no meu dia a dia; mesmo quando estou com o meu estilista, aprendo mais um pouco sobre o processo. Além de agir como estilista, o processo de criação, como pensar em como deixar as etiquetas das roupas menos visíveis ou nas técnicas físicas envolvidas, é algo que eu tive que me envolver e gostei muito de trabalhar de uma perspectiva diferente. Cada integrante tem a sua própria personalidade e estilo, e eu sempre gostei de encontrar uma roupa e pensar “Isso combina muito com você!” ou “Tente essa roupa!”. É um sentimento incrível ver as integrantes usarem de forma tão linda os estilos que eu escolhi para elas!


Taki, foi anunciado recentemente que você fará parte do elenco do reality show “Koi to ookami ni wa damasarenai”. Já que a Hina participou de uma das temporadas anteriores de "Ookami", ela te deu algum conselho?

Taki: Para ser honesta, entrar no programa foi uma grande decisão. É uma grande mudança no que eu já tinha feito, mas ter a Hina, que já participou do programa, me deixou mais confortável porque pude fazer perguntas. Eu vou pedir conselhos, sabendo que ela já conhece a minha personagem e se eu sou capaz de faze-la. Ela me apoiou muito e ainda é a pessoa que eu chamo quando algo me chateia.


Hina, recentemente, você fez uma parceria com o rapper Novel Core no single Tenkiame. Ele já havia colaborado com o FAKY em uma versão alternativa da música half-moon e também se juntou ao grupo para cantar essa música durante o a-nation. Como foi trabalhar com ele?

Hina: Quando nos encontramos em um programa de TV, conversamos sobre como seria legal colaborar e criar música juntos. Assim, fiquei muito feliz de termos conseguido fazer essa colaboração logo. Também fico muito grata que as outras integrantes possam aproveitar ambas as experiências na música.



Há outros artistas que vocês gostariam de colaborar no futuro?

Akina: Eu admiro tantos artistas diferentes que é quase impossível escolher uma pessoa que gostaria de colaborar! (risos) Mas, eventualmente, eu amaria fazer um single todo em inglês com algum nativo da língua! Eu acho que seria tão legal ter um rapper americano em uma das nossas faixas. Acho que isso quebraria todos os estereótipos que o J-pop tem, se tivéssemos alguém como o Post Malone ou o Rich Brian!!!


O que podem nos contar sobre os seus planos futuros?

Lil’Fang: Em 17 de março lançamos a nossa nova música 99. É muito frustrante não podermos apresentá-la ao vivo devido a situação atual das coisas, mas continuaremos a distribuir as nossas músicas em várias plataformas.

Mikako: Estamos planejando mais lançamentos para esse ano, então aguardem!


Por favor, deixem uma mensagem para os seus fãs estrangeiros.

Akina: Muito obrigado por todo o seu amor e apoio. Nós vemos e sentimos isso através das suas postagens amáveis, mensagens e DMs. Apesar de não podermos nos encontrar agora, prometo que um dia vamos descobrir um jeito de compensar vocês por tanto tempo! Cada um de vocês significa muito para nós, e não poderíamos nunca continuar sem o apoio de vocês! Obrigada mais uma vez do fundo do meu coração, cuidem-se e mantenham-se seguros!

Lil’ Fang: Quando a COVID-19 acabar, eu quero encontrar todos vocês. Todos os fãs que nos apoiam, mesmo de longe, são a nossa fonte de motivação, e esperamos que vocês continuem a nos apoiar!

Mikako: Obrigada pelo apoio constante ao FAKY! Eu sei que os tempos estão difíceis, mas mal posso esperar para vê-los! Vamos aguardar só mais um pouco!

Taki: Para ser honesta, 2021 foi o ano que planejamos ter mais visibilidades nos países de vocês, mas com tudo o que tem acontecido, os planos tiveram que mudar. Somos muito gratas a todos que continuaram a nos apoiar, não importando a distância. Esperamos que estejam seguros e saudáveis. Esperamos vê-los em breve.

Hina: Eu sinto muita falta dos nossos fãs. Ainda não podemos nos encontrar e nos apresentar ao vivo, mas, definitivamente, poderemos fazer isso algum dia, e espero que possam nos esperar. Obrigada pelo apoio imenso que vocês têm nos mostrado através das redes sociais. Seu encorajamento é a nossa fonte de força. Por favor, continuem apoiando o FAKY!

O JaME gostaria de agradecer ao FAKY e à avex por tornarem esta entrevista possível.


O novo single do FAKY99, está disponível aqui, e o single The Light, lançado em janeiro, aqui.

 Ouça "The Light"  Ouça "99" no Spotify
ANúNCIO

Galeria

Artistas relacionados

Lançamentos relacionados

Single Lançamento digital 2021-03-17 2021-03-17
FAKY
Single Lançamento digital 2020-12-18 2020-12-18
AKINA
Single Lançamento digital 2020-12-23 2020-12-23
Novel Core
Single Lançamento digital 2021-01-27 2021-01-27
FAKY
ANúNCIO