Live Report

Utrecht hipnotizada por MONO

07/02/2013 2013-02-07 23:00:00 JaME 402 views Autor: Mikan Tradutor: Nasake

Utrecht hipnotizada por MONO

MONO verdadeiramente ganhou a plateia com seu show no festival Le Guess Who em Utrecht.


© JaME, Amke Braaksma
A hora finalmente chegou: MONO conseguiu seu lugar merecido entre outras bandas no Le Guess Who. O grande festival holandês se afastou da reunião canadense por bastante tempo e até já foi marcado novamente para março de 2013. Normalmente o MONO frequenta locais menores na Holanda, mas dessa vez eles conquistaram um lugar significantemente maior: Tivoli Oudegracht em Utrecht.

O lugar estava lotado e a banda entrou no palco entre o barulho da multidão para checar o som. A banda consiste em, primeiramente, dois guitarristas: Yoda e Taakira 'Taka' Goto, sendo o último o que normalmente toma conta dos solos. Taka estava vestido de preto, calça jeans skinny rasgada e uma camisa do Elvis, seu cabelo de tamanho médio, como sempre, cobria a maior parte de seu rosto; uma dica do papel teatral que ele normalmente possui durante os shows. Yoda, por outro lado, parecia mais relaxado; talvez o suéter cinza listrado, que parecia tão confortável, contribuiu para isso? Em segundo lugar, havia a multitalentosa baixista Tamaki, que depois de afinar seu baixo também checou o som de seu teclado e xilofone. Por fim, mas não menos importante, havia, é claro, o baterista Yasunori Takada, sentando atrás da bateria, que seria imponente se não fosse pelo gigante gongo marrom-dourado que se elevava acima dele.

Enquanto a banda levava cerca de quinze minutos para afinar seus instrumentos e entrar no clima certo, a plateia, que antes estava espalhada, começou devagar a se agrupar cada vez mais próxima ao palco. Os fãs que vieram pelo MONO, e somente pelo MONO, ficaram em pé bem na frente do palco em um grupo apertado, enquanto o resto da plateia se movia mais próxima, e a banda quietamente se posicionou no palco. A plateia em si era bastante diversa: uma quantidade relativamente igual entre homens e mulheres, variando desde adolescentes até ocasionais pessoas de 50 anos, assim como um leque de diferentes estilos. O palco minimalístico consistia, em sua maior parte, de diferentes instrumentos, mas havia também uma imensa torre de alto-falantes em ambos os lados, que quase alcançavam o teto, assim como variadas peças de festival em branco, dourado e preto. Acima do palco flutuava dois enormes pontos de interrogação nos quais eram projetados vídeos de nuvens de fumaça em várias cores: o símbolo do festival. As máquinas de fumaça já estavam em sua capacidade máxima, acompanhadas por fortes holofotes brancos, fazendo o palco quase parecer um farol de luz ofuscante.

De repente, todas as luzes se apagaram e a plateia foi banhada por um oceano de luz azul. A torre de alto-falantes repentinamente soltou ar, e a banda entrou novamente no palco devagar, tomando suas posições. Enquanto as luzes mudavam de azul para verde, o ar se encheu com uma notável tensão quando o murmúrio da multidão apaziguou-se e todos os superfãs se moveram um quarto de centímetro mais próximo ao palco. Suavemente os sons, como os de um conto de fadas, do xilofone de Tamaki começaram a preencher o lugar, anunciando o prelúdio de Ashes, entrelaçando-se vagarosamente com o som singular da guitarra de Taka. Muitos fãs chamam isso de "Moonlight streak" ("Faixa de luz da lua"), nome recebido por causa de um dos maiores sucessos da banda, Moonlight, na qual quase toda a canção é repleta do som distintivo da famosa técnica de Taka. O xilofone foi então substituído pelo baixo, e ambas as guitarras foram completamente dedicadas à sua performance colaborativa. Tamaki ficou em pé, balançando-se para cima e para baixo junto com a plateia, concentrada tanto em seu próprio jogo, quanto nas batidas do baterista. Na metade da canção houve um fascinante clímax, e apesar de agora a multidão estar completamente em silêncio, eles ainda assim curtiram a música. As paredes de alto-falantes zumbiram alto em ambos os lados do palco quando, de repente, uma explosão de barulho seguiu o clímax. Então, um silêncio ensurdecedor prosseguiu e evoluiu em uma guitarra suave e íntima, que conseguia fazer uma pessoa próxima se arrepiar. Um segundo clímax gradativamente foi construído de novo, e Taka e Yoda bateram cabeça, enquanto se submergiam completamente em sua música. O número terminou com uma enorme batida no gongo pelo baterista, atiçando uma rodada de aplausos. Em seguida veio uma breve pausa para a banda, e comentários como "uau" e "eu realmente não esperava por nada assim...!" podiam ser ouvidos por quem estava no show.

Ashes foi seguida por Dream Odyssey, uma das músicas do álbum mais recente da banda. Essa canção, extremamente sensível e íntima, foi tocada magistralmente, o que foi percebido pelo grande número de pessoas ouvindo à música de olhos fechados, balançando-se suavemente. Devagar, a banda puxava a plateia para sua música, quando, de repente, Taka ficou de pé, chutou o banco em que estava sentado e caiu de joelhos. Enquanto o resto da banda continuou a tocar, ele se abandonou completamente, segurando a guitarra de cabeça para baixo, enquanto a parte de cima de seu corpo se movia Cada vez mais para próximo ao solo. Algumas pessoas parecerem momentaneamente confusas quando ele deitou a guitarra no chão também, mas pouco tempo depois a confusão foi substituída por olhares de compreensão, uma vez que os golpes e tapas, característicos do estilo único de tocar guitarra de Taka se tornaram audíveis. A música terminou mais uma vez com uma explosão de sons, acompanhado por muitos gritos e aplausos da plateia.

A banda tocou mais três músicas, o que fez com que, planejado ou não, ultrapassassem a hora designada a eles. Ninguém pareceu se importar particularmente com isso, já que para muitos foi a primeira vez que eles encontraram essa exata atuação na guitarra e o clímax, extático e transcendental, que definem o MONO. A banda deixou o palco sob muitos aplausos, deixando para trás seus fãs satisfeitos e com certeza obtendo mais alguns fãs fora do Japão. Então, se você, leitor, é fã de pós-rock instrumental e faixas musicais épicas, clássicas e fantasiosas, então esta banda é definitivamente uma recomendação. Além disso, agora é um fato indiscutível que eles irão frequentar a Holanda no futuro.


Set list:

Ashes
Dream Odyssey
Pure as snow
Unseen Harbor
Everlasting
ANúNCIO

Gallery

Artistas relacionados

Eventos relacionados

Data Evento Local
  
29/11/20122012-11-29
Show
MONO
Le Guess Who
Utrecht
Países Baixos
ANúNCIO